Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
Prorrogação da apresentação do georreferenciamento
VTN 2018
Imposto Territorial Rural - ITR 2018
   
 
 
31 de Out de 2017

voltar
 
SUSTENTABILIDADE
Famato apoia o Fórum de Discussão Pecuária de Baixa Emissão de Carbono em Cuiabá
Ascom Famato
 

Cuiabá recebeu na tarde de ontem (30/10) o Fórum de Discussão Pecuária de Baixa Emissão de Carbono. O evento é realizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em diversos locais do Brasil e em Mato Grosso conta com o apoio da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT). O projeto faz parte do Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC).

 

O Plano ABC visa a organização e o planejamento para adoção de tecnologias de produção sustentável, respondendo aos compromissos internacionais assumidos pelo Brasil na redução de emissão de gases de efeito estufa (GEE) no setor agropecuário. “A Famato acredita que é importante o produtor desenvolver uma atividade que emita menos carbono. Sempre incentivamos o produtor a procurar técnicas e desenvolver novas tecnologias que emitam menos carbono. Dando continuidade à missão de produzir alimentos preservando o meio ambiente”, declara a gestora do Núcleo Técnico da Famato, Lucélia Avi.

 

O Fórum contou com três apresentações. O coordenador técnico do Programa ABC, auditor fiscal federal agropecuário Sidney Medeiros, apresentou os resultados do programa. Segundo ele, desde 2010 mais de 40 mil pessoas foram capacitadas para trabalhar com redução dos GEE. Além disso, foram feitas diversas pesquisas e estudos em parceria com a Embrapa. “Sem falar no volume contratado para investimentos que saltou de R$ 12,7 milhões (entre 2010 e meados de 2015) para R$ 25,6 milhões, em apenas 18 meses, além da implantação, manutenção e melhoria do tratamento de dejetos e de resíduos da produção animal para gerar biofertilizante, biogás e energia elétrica”, informa Medeiros.

 

Cleandro Pazinato, médico veterinário e consultor do Mapa, apresentou as tecnologias de produção mais limpas que têm sido adotadas na pecuária intensiva. Entre elas, a adoção de sistemas de captação da água da chuva, o reaproveitamento da água, o uso racional da ração, a compostagem mecanizada e a utilização de biogás  para geração de energia elétrica.

 

Fabiano Coser, que também é  médico veterinário e consultor do Ministério, encerrou o fórum com a palestra: “Geração de Renda a partir dos Dejetos da Pecuária: Biofertilizantes, Biogás e Energia Elétrica”.



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
Providência sugerida pelo Sistema Famato/SENAR-MT é incluída no Plano Agro+
Famato recebe amanhã pesquisador ganhador do Prêmio Nobel
Rodada final de workshops do Plano ABC será esta semana
Famato participa de ciclo de workshops e capacitação do ABC no norte de MT
 
Eventos
Cine Senar Brasnorte
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
Bom dia Senar MT - Sobre Funrural
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
 
 
       
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT