Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
Prorrogado prazo da Dívida Ativa da União
VTN 2018
TV Famato, informação sempre perto de você
   
 
 
08 de Nov de 2017

voltar
 
VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Produtores de Cáceres e Vila Bela da Santíssima Trindade pedem mais segurança nas fronteiras
Ascom Famato
 

Atendendo ao convite da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), o presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Guilherme Nolasco, participou de uma reunião com produtores rurais de Cáceres e Vila Bela da Santíssima Trindade para tratar da fiscalização sanitária nas faixas de fronteira e a campanha especial de pré-vacinação contra a febre-aftosa. O encontro aconteceu no Edifício Famato, com a participação do presidente da Federação, Normando Corral, e do diretor Antônio Carlos Carvalho de Sousa.

Segundo os presidentes dos Sindicatos Rurais de Cáceres, Jeremias Pereira Leite, e de Vila Bela da Santíssima Trindade, José Teixeira, foi traçada uma estratégia especial nas fronteiras para controlar a entrada e saída de animais e ainda fomentar a importância da vacinação contra a febre aftosa.

A principal reclamação dos produtores está relacionada ao despreparo dos fiscais que atuam nas faixas de fronteira. “Estamos com uma estratégia especial na fronteira, acompanhando todos os embarques e desembarques de animais juntamente com os fiscais do Indea, mas por falta de preparo de alguns servidores do órgão essa fiscalização tem sido feita de maneira truculenta”, contou o presidente do sindicato de Cáceres Jeremias Leite.

Outro ponto discutido foram as dificuldades no transporte dos animais. Segundo o presidente do Sindicato Rural de Vila Bela, José Teixeira, não há como estabelecer horários rígidos para saída e chegada dos animais nos postos fiscais devido às condições de trafegabilidade nas estradas. Nas regiões de fronteira, os fiscais fazem a fiscalização nos embarques e desembarques dos animais. O produtor marca o horário dos embarques com o fiscal, mas nem sempre ele chega no momento combinado. E, conforme Teixeira, na saída não tem como precisar a hora que os animais irão chegar. “Queremos alinhar com o presidente do Indea para que haja compreensão dos servidores nesses casos. Pedimos que haja respeito e bom senso para que a nossa parceria tenha bom êxito, já que estamos trabalhando pelo mesmo objetivo: em prol da saúde animal”, disse o presidente do Sindicato Rural de Vila Bela, José Teixeira.  

De acordo com Antônio Carlos, o trabalho de vigilância sanitária precisa ser implementado e as ações intensificadas. “O trabalho de vigilância é muito importante, visto que no mundo todos os casos de infestação da doença aconteceram em faixas de fronteira. Por isso, precisamos intensificar as ações nas faixas de fronteira. E pedimos aos produtores que em caso de dúvidas entrem em contato com a Famato, com os sindicatos rurais mais próximos e o próprio Indea-MT”, disse Antônio Carlos.

A Famato assumiu o compromisso de estabelecer um canal de comunicação entre os produtores rurais, os sindicatos rurais e o Indea. “Todas as demandas serão concentradas na Comissão de Pecuária da Famato, pelo analista de pecuária da entidade Marcos de Carvalho, que ficará responsável em fazer a ponte com a coordenação de vigilância animal do Indea nivelando todas as questões”, explicou o presidente Normando Corral, que se colocou à disposição dos produtores e do Indea para um bom entendimento.

O presidente do Indea Guilherme Nolasco sinalizou para a realização de cursos de reciclagem para os servidores e destacou o valor das ações em conjunto com o setor produtivo. Ressaltou, ainda, a importância da fiscalização e da educação sanitária como atividades importantes para a seguridade nas faixas de fronteiras. “Defesa sanitária se faz com vários entes envolvidos e a participação dos sindicatos rurais e dos produtores rurais colaboram para estreitar os laços com o setor produtivo para evoluirmos juntos e alcançarmos a sanidade dos animais e manter o Estado livre de doenças”, disse Nolasco.
 



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
STJ reconhece a execução de contrato de arrendamento rural que fixa preço por saca
Imea divulga retrospectiva da agropecuária de MT e projeções para 2019
Prazos para inscrição no CAR e vigência da APF terminam dia 31 de dezembro
Lin Tan afirma que o Brasil é o único país capaz de aumentar a produção de soja
 
Eventos

nenhum evento com foto
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
Bom dia Senar MT - Sobre Funrural
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
 
 
       
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT