Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
Projeto Rentabilidade no meio Rural em MT
Fique informado com o Famato em Campo
Conexão Agruhub - Editais para Startups e Empresas
   
 
 
08 de Nov de 2017

voltar
 
VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Produtores de Cáceres e Vila Bela da Santíssima Trindade pedem mais segurança nas fronteiras
Ascom Famato
 

Atendendo ao convite da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), o presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Guilherme Nolasco, participou de uma reunião com produtores rurais de Cáceres e Vila Bela da Santíssima Trindade para tratar da fiscalização sanitária nas faixas de fronteira e a campanha especial de pré-vacinação contra a febre-aftosa. O encontro aconteceu no Edifício Famato, com a participação do presidente da Federação, Normando Corral, e do diretor Antônio Carlos Carvalho de Sousa.

Segundo os presidentes dos Sindicatos Rurais de Cáceres, Jeremias Pereira Leite, e de Vila Bela da Santíssima Trindade, José Teixeira, foi traçada uma estratégia especial nas fronteiras para controlar a entrada e saída de animais e ainda fomentar a importância da vacinação contra a febre aftosa.

A principal reclamação dos produtores está relacionada ao despreparo dos fiscais que atuam nas faixas de fronteira. “Estamos com uma estratégia especial na fronteira, acompanhando todos os embarques e desembarques de animais juntamente com os fiscais do Indea, mas por falta de preparo de alguns servidores do órgão essa fiscalização tem sido feita de maneira truculenta”, contou o presidente do sindicato de Cáceres Jeremias Leite.

Outro ponto discutido foram as dificuldades no transporte dos animais. Segundo o presidente do Sindicato Rural de Vila Bela, José Teixeira, não há como estabelecer horários rígidos para saída e chegada dos animais nos postos fiscais devido às condições de trafegabilidade nas estradas. Nas regiões de fronteira, os fiscais fazem a fiscalização nos embarques e desembarques dos animais. O produtor marca o horário dos embarques com o fiscal, mas nem sempre ele chega no momento combinado. E, conforme Teixeira, na saída não tem como precisar a hora que os animais irão chegar. “Queremos alinhar com o presidente do Indea para que haja compreensão dos servidores nesses casos. Pedimos que haja respeito e bom senso para que a nossa parceria tenha bom êxito, já que estamos trabalhando pelo mesmo objetivo: em prol da saúde animal”, disse o presidente do Sindicato Rural de Vila Bela, José Teixeira.  

De acordo com Antônio Carlos, o trabalho de vigilância sanitária precisa ser implementado e as ações intensificadas. “O trabalho de vigilância é muito importante, visto que no mundo todos os casos de infestação da doença aconteceram em faixas de fronteira. Por isso, precisamos intensificar as ações nas faixas de fronteira. E pedimos aos produtores que em caso de dúvidas entrem em contato com a Famato, com os sindicatos rurais mais próximos e o próprio Indea-MT”, disse Antônio Carlos.

A Famato assumiu o compromisso de estabelecer um canal de comunicação entre os produtores rurais, os sindicatos rurais e o Indea. “Todas as demandas serão concentradas na Comissão de Pecuária da Famato, pelo analista de pecuária da entidade Marcos de Carvalho, que ficará responsável em fazer a ponte com a coordenação de vigilância animal do Indea nivelando todas as questões”, explicou o presidente Normando Corral, que se colocou à disposição dos produtores e do Indea para um bom entendimento.

O presidente do Indea Guilherme Nolasco sinalizou para a realização de cursos de reciclagem para os servidores e destacou o valor das ações em conjunto com o setor produtivo. Ressaltou, ainda, a importância da fiscalização e da educação sanitária como atividades importantes para a seguridade nas faixas de fronteiras. “Defesa sanitária se faz com vários entes envolvidos e a participação dos sindicatos rurais e dos produtores rurais colaboram para estreitar os laços com o setor produtivo para evoluirmos juntos e alcançarmos a sanidade dos animais e manter o Estado livre de doenças”, disse Nolasco.
 



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
Imea divulga mais um resultado do projeto Rentabilidade no Meio Rural
Conexão AgriHub está na programação da expedição Soja Brasil
AgriHub discute aproximação entre produtores rurais e empreendedores
Professor do Texas mostra a importância das pesquisas para a tomada de decisão do produtor
 
Eventos

nenhum evento com foto
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
TV Band - Imea divulga estudo
 
 
       
   FWS   
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT