Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
Prorrogação da apresentação do georreferenciamento
VTN 2018
TV Famato, informação sempre perto de você
   
 
 
25 de Mai de 2018

voltar
 
AGRO & JUDICIÁRIO
Agilidade de acontecimentos marca abertura de seminário
Márcio David
 

A rapidez dos acontecimentos atuais foi o pano de fundo da noite de abertura do seminário “A Multidisciplinaridade do Agronegócio e os Reflexos no Sistema Judicial”. Na abertura, o presidente do Sistema Famato, Normando Corral, destacou a adesão nacional ao movimento de paralisação dos caminhoneiros.


“Nestes quatro dias, o Brasil aderiu à paralisação dos caminhoneiros com uma rapidez ordenada, mesmo que sem uma liderança única, que nos indica a legitimidade do movimento. Sinal da deterioração do tecido social, o que reforça a sensação de insegurança geral, não apenas jurídica”, ponderou Corral em sua fala de abertura. Esse ritmo ágil também foi destacado como um dos principais elementos do mundo digital.


“Tudo muda muito rápido o tempo todo. Hoje, ninguém consegue antecipar o futuro”, enfatizou a palestrante e escritora Martha Gabriel em sua palestra de abertura. A respeito do movimento dos caminhoneiros, a palestrante fez um alerta. “As redes sociais agem muito bem para desestruturar a ordem estabelecida, principalmente na mobilização de pessoas, mas não funcionam para reestruturá-la”, afirmou. Os reflexos da chamada revolução tecnológica na sociedade foram o tema central da noite de abertura.


O grande desafio atual, destacou Martha, é adotar o que ela chama de mentalidade digital: a capacidade de experimentar, testar e conseguir escolher ferramentas que melhor se aplicam a cada situação. “A tecnologia traz uma nova velocidade para a sociedade, o que torna mais complexa a realidade, dificultando nosso entendimento de causa e efeito. Por isso, também se fala em uma volta ao básico, em que empresas, instituições e órgãos passam a ter que se lembrar das suas razões de existência”, pontuou.


A capacidade de adaptação é fundamental para a permanência de líderes e instituições no mundo atual. “Liderar hoje é se adaptar. Você precisa estar capacitado para ‘se virar nos 30’. Quem se adapta mais rápido, se destaca. Por isso precisamos aceitar a tecnologia e não combatê-la”, observou Martha Gabriel.


Outro aspecto importante é a produção de conhecimento. Segundo a especialista, muitos dos profissionais “intermediários” serão substituídos pela tecnologia. “Só permanecerá quem souber agregar valor”, salienta, afirmando que “neste mundo de distraídos, quem presta atenção e foca ganha muito”.


Se nessa nova realidade digital a descentralização das informações e a colaboração entre as pessoas passam a ser fundamentais, o intuito do evento iniciado ontem reforça a necessidade de diálogo multidisciplinar. “Precisamos manter esse permanente diálogo entre os atores sociais do agronegócio e do Judiciário. Somente assim, poderemos evoluir como sociedade”, enfatizou o desembargador Márcio Vidal, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) na abertura do seminário.


Ao lado da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), o Instituto Brasileiro de Estudos Jurídicos Multidisciplinares do Agronegócio (Ibejma) é um dos realizados do evento. Na abertura do seminário, seu presidente, Ricardo Tomczyk, reforçou o caráter multidisciplinar da instituição. “Nosso foco é compreender o agronegócio em toda sua complexidade, em várias vertentes, para mantermos aberto o diálogo com a sociedade”, afirmou.


Na solenidade de abertura, Tomczyk aproveitou sua fala para propor que esta edição do seminário integrando agronegócio e Sistema Judiciário fosse realizada em memória de Antonio Rulli Júnior, magistrado mato-grossense aposentado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) falecido em janeiro. Rulli Júnior vinha sendo uma presença constante nas discussões promovidas pela Famato em parceria com o Judiciário, e presidia o Colégio Permanente de Diretor de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem).


O seminário “A Multidisciplinaridade do Agronegócio e os Reflexos no Sistema Judicial” continua nesta sexta (25) com programação diversificada. Esta é a quarta edição do evento, que conta com parceria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) e das entidades Aprosoja, Ampa, Acrimat, Acismat e Aprosmat. A Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT) e a Escola Superior da Magistratura (Esmagis-MT) também apoiam o evento.


Confira a programação em http://bit.ly/seminarioagronegocio.


 



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
Guia do Investidor apresenta as principais oportunidades do Agro de Mato Grosso
Projeto do Sistema Famato viabiliza integração com instituições de pesquisa
"Quem protege os produtores?"
No campo estão as áreas preservadas do país
 
Eventos

nenhum evento com foto
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
Bom dia Senar MT - Sobre Funrural
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
 
 
       
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT