Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
Prorrogado prazo da Dívida Ativa da União
VTN 2018
TV Famato, informação sempre perto de você
   
 
 
27 de Set de 2018

voltar
 
CERTIFICAÇÃO
Sistema Famato forma a 5º turma da Academia de Liderança
Ascom Famato
 

O Sistema Famato formou nesta quarta-feira (26/09) a quinta turma do programa Academia de Liderança. A cerimônia de certificação dos 32 formandos aconteceu na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília. As entrega dos certificados foram feitas pelo presidente da CNA, João Martins da Silva Junior, superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Otávio Celidônio, diretor de Relações Institucionais da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), José Luiz Fidelis, e pelo diretor geral da administração central do Senar, Daniel Carrara.

 

"A nossa esperança está em uma sala como essa cheia de jovens produtores que acreditam nesse país e estão dispostos a dar sua contribuição ao segmento que veio para ficar, que é a agropecuária, não somente de Mato Grosso, mas a de todo o país. Toda a agricultura brasileira não é transitória, ela veio pra ficar e a consolidação dela passa por vocês que vão levar com fervor a vontade de crescer e de contribuir para a atividade que está sustentando esse país. Vocês são o futuro do Brasil, são vocês que vão mudar a história desse país. Programas como esse fortalecem o setor e ainda capacitam pessoas para liderar o Agro brasileiro", discursou João Martins.

 

O diretor José Luiz Fidelis falou da importância da Academia de Liderança para a formação de líderes e a relevância do programa para o sistema sindical rural. "É uma grande honra pra mim, como ex-participante desse projeto e diretor de Relações Institucionais da Famato, falar com líderes do Agro mato-grossense. Hoje, vocês têm a oportunidade de fazer do setor produtivo rural cada vez melhor e mais forte, por isso busquem a unidade e o consenso para garantir esse desenvolvimento", destacou Fidelis.

 

O pensamento estratégico como ferramenta para o desenvolvimento do sistema sindical rural foi tema da discussão entre os participantes durante o último encontro. A palestra do consultor e facilitador na área de gestão estratégica, Rodrigo Neumann, levou os participantes à reflexão de qual o papel do pensamento estratégico na visão de futuro dos sindicatos rurais.

Para trazer o tema para mais próximo da realidade dos sindicatos, Neumann lembrou que este é um bom momento para se pensar de maneira estratégica em função do cenário instável em que vive o sistema com o fim da obrigatoriedade da Contribuição Sindical Rural.

 

Reunidos em grupos, os participantes foram provocados a pensar na capacidade de resiliência mesmo em tempo de "crise". “Quais estratégias vocês têm para fazer essa fórmula dar certo?”, indagou Neumann.

 

Ainda foram debatidos pelos líderes  os propósitos, qual a razão de existir e a diferença que o sindicato faz para o produtor rural; campo de ação, onde atuar e estabelecer restrições de o que fazer, como fazer, com quem atuar e onde atuar; o que inspira a entidade; os tipos de serviços ou produtos que podem ser oferecidos aos associados; qual segmento atingir; como alcançar o produtor; como fazer com que as ações dos sindicatos sejam atrativas aos produtores rurais; estratégias de comunicação e as principais competências que o sistema sindical deve ter.

 

No período da tarde, a assessora de Negociações Internacionais da CNA, Camila Sande, apresentou ao grupo as ações da Superintendência de Relações Internacionais da entidade (SRI) no fortalecimento da projeção internacional do agronegócio brasileiro e a atuação da CNA para ampliar o acesso a mercados.

 

De acordo com Camila, a atuação da superintendência segue três pilares: Inteligência Comercial, Negociações Internacionais e Cooperação Internacional. Ela explicou ainda que a SRI prepara análises e estudos de estatísticas e conjuntura de comércio exterior, impactos de acordos de integração regional e de livre mercado, tendências de consumo, ambiente competitivo e oportunidades de negócios em mercados exportadores de produtos agrícolas, além de boletins do agro internacional, balança comercial, estudos e escaladas tarifárias e outros.

 

Camila falou sobre a Aliança AgroBrazil liderada pela CNA, com a participação de Federações da Agricultura, entidades e industrias ligadas ao setor agropecuário, com o objetivo de atuar em discussões de acordos de livres comércio, negociações sanitárias e fitossanitárias e na defesa de interesses do Agro brasileiro. A Aliança AgroBrazil foi lançada em junho de 2018.

 

Na sequência o superintendente do Senar-MT, Otávio Celidônio destacou o desafio da educação no campo. Segundo ele, a falta de uma base educacional é hoje um dos maiores problemas. A taxa de analfabetismo entre a população do estado que vive no meio rural é de 12%. "Esse é o grande desafio e o Senar-MT tem a missão de transformar essa realidade", disse.

 

Celidônio destacou também o trabalho de formação profissional e educativo realizado pelo Senar-MT em áreas rurais de Mato Grosso. No estado, a instituição conta hoje com mais de 250 treinamentos e capacitações em seu portfólio.

 

Academia de Liderança - O programa foi idealizado pela Famato em parceria com o Senar-MT. O público alvo são lideranças do agronegócio, pessoas com potencial para se tornarem líderes na região em que produzem ou pessoas ligadas à atividade rural.

 

A programação do grupo terminou nesta quinta-feira (27/09), com visitas técnicas ao Instituto Pensar Agro (IPA) e Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). 



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
STJ reconhece a execução de contrato de arrendamento rural que fixa preço por saca
Imea divulga retrospectiva da agropecuária de MT e projeções para 2019
Prazos para inscrição no CAR e vigência da APF terminam dia 31 de dezembro
Lin Tan afirma que o Brasil é o único país capaz de aumentar a produção de soja
 
Eventos

nenhum evento com foto
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
Bom dia Senar MT - Sobre Funrural
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
 
 
       
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT