Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
   
 
 
19 de Jun de 2019

voltar
 
MISSÃO TÉCNICA
Governo australiano convida o Sistema Famato para missão técnica de prospecção de parcerias
Ascom Famato
 

Lideranças da Famato, Senar-MT e Imea participaram este mês de uma Missão Técnica para a Austrália. A viagem, que durou 12 dias, é fruto de várias reuniões realizadas em Mato Grosso com representantes da Austrade – uma agência do governo australiano que promove exportação de produtos e atração de investimentos para a Austrália.

 

O governo australiano vem buscando as experiências dos produtores rurais mato-grossenses para desenvolver a agricultura na região tropical da Austrália. “Fomos convidados pela Austrade e pelo governo do estado do Território do Norte para ajudá-los nessa proposta de desenvolvimento da agricultura e da pecuária do estado”, informa o presidente do Sistema Famato, Normando Corral.

 

Entre os compromissos firmados na viagem está a construção de uma agenda de colaboração para o desenvolvimento das relações de negócios entre o Brasil e a Austrália.

 

Na missão os participantes conheceram os exemplos de organização de produção agropecuária do Território do Norte e as possíveis oportunidades para empreendedores rurais brasileiros. Além disso, conheceram algumas das tecnologias utilizadas na produção agropecuária da região, as formas de comercialização, exportação da produção, visitaram propriedades rurais e centros de pesquisa como o CSIRO – considerado um dos principais institutos de pesquisa da região, semelhante ao trabalho conduzido pela Embrapa no Brasil.

 

A Austrália é um país de dimensões continentais parecidas com o Brasil. Possui uma grande região tropical e pouco habitada, como era o cerrado mato-grossense na década de 70. Somente o estado do Território do Norte possui 140 milhões de hectares, ou seja, 55% superior ao estado de Mato Grosso, e com uma população estimada em 250 mil habitantes.

 

A posição geográfica da Austrália é favorável para a comercialização dos produtos agropecuários por estar muito próxima do continente Asiático, onde o número de consumidores é grande e é o mercado que mais deverá crescer nos próximos 30 anos. Para se ter uma ideia, metade da população mundial vive no sudoeste asiático, próximo da Austrália.

 

“Tivemos várias reuniões para entender como funcionam as questões governamentais, a pesquisa agropecuária e os estudos que envolvem os assuntos agronômicos como solo, clima, relevo e produções. Além disso, buscamos entender as questões de infraestrutura”, explicou Corral.

 

O país possui cerca de 70 milhões de hectares de áreas de pastagem nativa e plantada. Deste total, 17 milhões de ha podem ser convertidos em agricultura. “Observamos que há uma predominância na produção pecuária e horticultura. Como a população é pequena, o foco ainda é na produção e comercialização de produtos com maior valor agregado. Mas existe um forte interesse no cultivo de algodão, que já começou, e de milho, por exemplo, pois os produtores de lá acreditam no potencial dessas culturas”, relata o superintendente do Senar-MT, Otávio Celidonio.

 

AgriHub – A Austrade e a Embaixada do Brasil promoveram encontros para os participantes da Missão Técnica com o objetivo de trocar informações e promover um intercâmbio tecnológico com as startups AgTechs.

 

Os superintendentes do Imea, Daniel Latorraca, e do Senar-MT, Otávio Celidonio, fizeram apresentações sobre o AgriHub em Sydney. O AgriHub é uma iniciativa do Sistema Famato com o objetivo de identificar os problemas dos produtores rurais de Mato Grosso e conectá-los a startups, mentores, empresas de tecnologia, pesquisadores e investidores para desenvolver soluções e promover o melhor ajuste de tecnologias para o campo.

 

Os participantes da missão prestigiaram o Seminário Agritech Austrália-Brasil, organizado pela Embaixada Brasileira. Na oportunidade houve encontros com startups australianas e brasileiras que poderão vir a atuar em Mato Grosso por meio do projeto AgriHub.

 

Há um forte investimento em robótica na Austrália por causa da falta de mão de obra para serviços. Estima-se que existem aproximadamente 300 startups no país.

 

 

 



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
Áreas rurais de uso consolidado terão a emissão da APF
Prazo para ratificação de imóveis rurais em faixa de fronteira se encerra no dia 22/10
Sistema Famato participa de encontro nacional para definir medidas de segurança no campo
Governança Corporativa nas Empresas Familiares: Boas Práticas no Brasil e no Mundo
 
Eventos

nenhum evento com foto
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
Bom dia Senar MT - Sobre Funrural
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
 
 
       
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT